Vento de Maio

Caio Augusto Leite - 20 - SP, Letras - USP: MEU BLOG
/ PÁGINA NO FACE / TWITTER / YOUTUBE
"Total de Visitas"

julho 29, 2014 9:10 am

Extinguir

o último exemplar da espécie goza 
na relva jatos galáxias espirais
nunca durará rosa fecunda obra
branco nulo chão do impossível
nadam minúsculas partículas de vida inúteis
sol da máxima primavera seca o sêmen cala os olhos
espelhos findos até o cimos do universo noite reflexos
orbes negros sem brilho sem ritmo

prateada fêmea não sabida divide a noite aproxima-se
rasga o véu na grama arrasta o corpo em chamas
tição sem cio na extinção de si não incendeia
moribunda brasa não apaga
solidão de prata.

- Caio Augusto Leite

julho 27, 2014 9:18 pm 7:15 pm

Evocação de Clementina

é frágil o barco navegar no vácuo
no beijo azul horizonte unido
pia do ralo rodamoinho desaparecível
ímpio menino, em outra vida
venha Quelé atravessando mares em solidão e tina.

- Caio Augusto Leite

julho 25, 2014 11:23 pm

Piar

Floresta devastada canto verdadeiro
ao galho ausente o pouso engenho
pio surdo música exígua
sol quente pasto horizonte de perder-se
bico aberto luz vitral perpassa dispersa
imitação de vozes sete notas canção das cores.

- Caio Augusto Leite

julho 24, 2014 11:39 pm

Desilusão

há boca não há amigos
grito surdo desesperado
quadro de Munch
qualquer selfie
o silêncio trinca o ar
Deus, parece que se desprend eu
de mim eu.

- Caio Augusto Leite

4:23 pm

Cac(t)os

quebrado o vaso
que linhas viverão juntas
que verbo que rima que sonho 
no último chão o parnaso partido 
flor do lácio murcha língua estilhaçada.

- Caio Augusto Leite

julho 23, 2014 8:58 am

Indelével via

pau, pedra, velhos moinhos
errante ruas do sem fim
morte sem checkpoint
empenho & vate
para o futuro já sabido
futuro postergado
adianta perder-se
adianta livre-arbítrio
por qualquer via
o fim do caminho
é pau pedra cruz martírio

- Caio Augusto Leite

julho 22, 2014 10:27 pm

Acuário

Ar, ar, ar
por lados todos
iguânimes ângulos
bola azul in cosmos

sobrevivendo

casas telhados
aqui acolá
ignorante condição

aquário de sala 
redondo mundo cristal
peixe palhaço, peixe operário

fazendo? nadando.
aqui acolá.

no aquário pequeno castelo
dentro um bauzinho
no de-dentro mais aquários
mundo abismo.

- Caio Augusto Leite

julho 21, 2014 4:09 pm

América

Ecuador sul do mundo
selvagem flor em jaula
veia no pulso, sangue magma
mulheres, meninos, loucos reuni-vos
catedral praça zero
suor de mil batalhas
ralos, rios, oceanos 
horizonte lacrimoso Atlântico.

- Caio Augusto Leite

julho 20, 2014 10:44 pm

Natimorto

O que não escrevi está chorando em mim.

- Caio Augusto Leite